Revista Êxito na Educação

Ano I - Número 5

capa da edição Ano I Número 5 de nov/dez de 2013Nesta quinta edição temos o tema da superdotação e da educação para as altas habilidades. Contamos a história do jovem escritor Nichollas Schmidt que lança seu terceiro livro de aventuras Gabriel e a Batalha de Dark Night aos onze anos. Apresentamos também algumas reflexões sobre o que pode ser feito para estimular talentos como os dele entre as crianças e jovens brasileiros. O que falta para o Brasil elevar seus ainda medíocres níveis de letramento? Que modelos poderiam ser seguidos?

Neste ano em que a Escolinha de Arte do Brasil, fundada em 1948 por Augusto Rodrigues completa 65 anos, nos cabe lembrar e refletir sobre a necessidade de uma educação da sensibilidade do educador para que seja capaz de educar com pleno respeito ao ser da criança. Naqueles anos do pós-guerra, a arte na educação, a educação através da arte ou simplesmente arte-educação, despontava como esse paradigma de respeito ao desenvolvimento saudável da criança, buscando reconstruir através da educação e da arte um mundo mais humanizado.

Estamos preparando para as próximas edições matérias sobre o movimento inspirados no lançamento recente de livro com depoimentos daqueles que fizeram parte desta história. Aguardem.

Karka Bohac, psicóloga formada pela Puc-Rio e mestranda em Ciências da Educação na Universidade do Porto relata sua passagem pela Escola da Ponte e como a prática da liberdade desde a educação infantil pode ser a base para a formação de cidadãos mais conscientes, criativos e participativos. Seu depoimento, nos lembra como a Escola pode ser uma Ponte entre o homem e sua plena humanização.

Cynthia Dorneles, escritora, cantora, cientista social e psicanalista nos lembra, parafraseando Rubem Alves, que as escolas podem ser gaiolas ou asas, podem aprisionar e sepultar talentos ou desenvolvê-los.

Boa leitura!

Ricardo Paes, Editor
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.