Revista Êxito na Educação

Campo Transaberes - Lançamento

Novos encontros na cidade para “transaber”

Michel Melamed, Mário Novello, Nelson Job e Sergio Seixas inauguram o Campo Transaberes dia 7/11, com entrada franca.
Conversações, transcriações, encontros e celebrações acontecem no Comuna, em Botafogo, a partir de 11/11
.
 
No Campo Transaberes professores são atratores, alunos são participantes, cursos são conversações e workshops são transcriações. A necessidade de renomear funções e atividades já conhecidas não é gratuita, segundo Nelson Job, psicólogo, Doutor em História das Ciências, das Técnicas e Epistemologia (HCTE/UFRJ) e idealizador das atividades que, a partir de 11 de novembro, ocupam o Comuna, em Botafogo, com o propósito de gerar um saber híbrido para uma vida mais ética, com mais potência e possibilidades de criação.
 
“Sempre organizei e participei de eventos de caráter transdisciplinar, palavra que acaba evocando o ‘disciplinar’, a grande história ocidental de separatismo do conhecimento. A ideia do Campo Transaberes é articular os saberes conceitualmente e com a vida. Como também sou psicólogo, acho importante um conhecimento que não sirva apenas como ‘malhação neural’, mas que contribua para uma vida mais ética. A ética, segundo Spinoza, está profundamente ligada à alegria. Quanto mais ética, mais alegria e mais potência para criar. É esse novo conhecimento que buscamos, por isso as velhas definições não nos atendem”,      diz Job.
O naipe dos convidados para a inauguração no dia 7/11, com entrada franca no Centro Empresarial Rio-CER, em Botafogo, diz ainda mais sobre o Campo Transaberes: além de Nelson Job, estarão lá o artista interdisciplinar Michel Melamed, o cosmólogo Mário Novello (Instituto de Cosmologia, Relatividade e Astrofísica do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas - ICRA/CBPF) e o astrólogo Sérgio Seixas. O tema é “Como um saber se relaciona com outros”, afinal as relações entre magia, filosofia, ciência e arte e a articulação com a vida são o que orienta as atividades do Campo Transaberes.

O público poderá experimentar esse novo jeito de pensar o mundo de 11/11 a 7/12, no Comuna, em Botafogo, com Novello, Job e Seixas, em duas conversações (cursos) e uma transcriação (workshop). “Se há um espaço multifuncional que agregue vários conceitos, é esse que queremos. O Comuna tem tudo a ver com o Transaberes”, diz Job sobre a parceria.

Confluências entre magia, filosofia, ciência e arte: A ONTOLOGIA ONÍRICA de Nelson Job

Capa do livro Ontologia Onírica de Nelson Job“Kant, através da racionalidade estabeleceu, ao fim da Crítica da Razão Pura, os limites do pensamento racional com os noumenos em oposição aos fenômenos ou além deles e com suas antinomias. Job estabelece através na sua Ontologia Onírica os limites da crítica pós-moderna”. - Luiz Pinguelli Rosa

“Nelson nos lembra que essa fantasia cientifica é uma veste que não precisamos usar como um disfarce. Porque lá dentro, onde os transaberes se comunicam e crescem, todos parecemos nus. Não despojados de nossas vestes, mas despojados dessas categorias que sufocam a razão e impedem que o sentimento aflore”. – Mário Novello

“Em um mundo cindido em diversos conhecimentos e interligado de forma perversa pela economia - espelho reverso da multiplicidade de saberes separados - urge explicitar a necessidade dos transaberes”. É com essa intenção que o doutor e pós-doutorando em História das Ciências, das Técnicas e Epistemolo­gia/UFRJ, psicólogo e professor Nelson Job busca evidenciar de forma ímpar as relações históricas e conceituais entre três campos do conhecimento, construindo um conceito original e prático. Em Confluências entre magia, filosofia, ciência e arte: A Ontologia Onírica (Editora Cassará), Job conecta o Hermetismo, a Filosofia da Diferença e a Ciência Moderna,Mecânica Quântica, Teoria do Caos, Cosmologia e algumas teorias especulativas – atravessados pela arte. Define o estatuto de realidade dos sonhos, seu desdobramento nas confluências dos saberes, e faz emergir assim os chamados transaberes – “a transdisciplinaridade em devir aplicado à vida".