Revista Êxito na Educação

Instituto Mamirauá disponibiliza jogos de educação ambiental

Foram produzidos jogos didáticos para auxiliar  nas atividades com escolas e comunitáriosMateriais didáticos difundem informações sobre a Amazônia, manejo e conservação florestal, além de espécies da região

Conhecer, respeitar e contribuir para a conservação da natureza são algumas das lições ensinadas por equipes que trabalham em prol da educação ambiental. Fazer com que grupos de realidades e faixas etárias distintas apreendam esses e outros conhecimentos pode não ser tarefa fácil. Contudo, a equipe do Instituto Mamirauá encontrou uma maneira leve e divertida de trabalhar a Educação Ambiental: brincando.

Foram produzidos jogos didáticos para auxiliar nas atividades com escolas e comunitários. Os jogos, construídos pela equipe de Educação Ambiental com apoio dos Programas de Manejo Florestal Comunitário e o de Manejo de Agroecossitemas, estão agora disponíveis para download gratuito no site da instituição.

“O jogo é uma ferramenta que possibilita trabalharmos diversos conceitos, de forma participativa, interativa e dinâmica. O conteúdo tem o objetivo de difundir o conhecimento sobre a região amazônica, fauna e flora, a importância da conservação, entre outros assuntos”, afirma Claudioney Guimarães, educador ambiental do Instituto Mamirauá.

 

Foram disponibilizados para download cinco jogos, que trazem informações sobre a região amazônica, manejo florestal, sistemas agroecológicos, e espécies da fauna e flora encontrados na região.

Os jogos são utilizados pelo Instituto em grande formato, de maneira que os participantes possam interagir com as atividades. Na versão para download, os educadores e interessados podem baixar o arquivo em PDF em formato reduzido (A3), e imprimir.

Jogos do Mamirauá

A "Trilha Ecológica" é um desses jogos. No formato de tabuleiro, ela aborda aspectos relacionados ao cuidado com o meio ambiente, informações sobre a água e o uso sustentável das florestas. Durante o jogo, os participantes aprendem as principais características de
florestas de várzea, produtos florestais madeireiros e não madeireiros, manejo participativo e outros assuntos.

Também estão disponíveis três jogos da memória. O "Jogo da memória – Interações entre animais e a floresta" é um painel, que possibilita o exercício de memorização com imagens e textos informativos. O jogo aborda o serviço de dispersão de sementes e polinização de flores, oferecidos pelos animais às plantas, em troca de alimentos, possibilitando o trabalho sobre conservação das espécies.

O "Jogo da memória – Fauna e Flora das Reservas Mamirauá e Amanã" traz 20 imagens, com nome popular e científico de alguns animais e plantas encontrados nas Reservas. O jogo auxilia no exercício do conhecimento sobre as espécies, fomentando o diálogo e a troca de informações. É importante para compreensão de ocorrência e estado de conservação destes, e especialmente para uma abordagem sobre conservação.

O "Jogo da Memória – Sistema Agroecológico" traz uma imagem informativa sobre um sistema agroecológico, caracterizando e definindo as diferentes formas de uso do solo em uma propriedade que se utiliza do sistema. Ele contribui para o a compreensão do que é esse tipo de sistema, bem como incentivo ao o uso adequado do solo e o planejamento da propriedade rural.

O jogo de erros e acertos apresenta iniciativas em prol da conservação e outras, contrárias à conservação ambiental. A brincadeira é fazer com que os participantes reflitam, comentem e discutam sobre as ilustrações apontadas.

“Nossa proposta é disponibilizar informações relevantes sobre conservação ambiental, para que as pessoas conheçam a Amazônia num contexto geral, enquanto bioma, bacia hidrográfica, e também apresentar o que são Reservas de Desenvolvimento Sustentável, manejo sustentável, entre outros assuntos”, reforçou Claudioney.

Além dos jogos educativos, também foram publicados no site infográficos dentro dessa temática. Os materiais podem ser utilizados por educadores, como apoio às aulas e atividades de educação ambiental.

Estas ações fazem parte do projeto “Participação e Sustentabilidade: o Uso Adequado da Biodiversidade e a Redução das Emissões de Carbono nas Florestas da Amazônia Central” –BioREC –, desenvolvido pelo Instituto Mamirauá com financiamento do Fundo Amazônia.

Fonte: Instituto Mamirauá - http://mcti.gov.br/
Publicado originalmente no Portal Brasil